Sobre

Olá 🙂

Antes de mais nada, deixa eu dizer uma coisa: todo mundo é bem vindo nesse blog, não pretendo convencer ninguém a aderir ao veganismo, e o meu objetivo é, entre outras coisas, compartilhar mais conhecimento sobre esse estilo de vida e mostrar que é possível SIM ter uma dieta vegana em qualquer estágio da vida (gravidez, amamentação, bebês, tudo incluído).

Sou a Érika, brasileira morando em Amsterdã desde 2012. Eu e meu marido nos tornamos vegetarianos (ovo-lacto) ainda no Brasil, há vários anos atrás. No final de 2015 resolvemos iniciar a transição para o veganismo. Coincidentemente (ou não) eu engravidei mais ou menos 1 mês após a mudança para a dieta vegana. Hoje ainda me considero em transição, pois apesar de não comer nada de origem animal ainda não consegui eliminar completamente os produtos não-veganos de limpeza, cosméticos e afins – essa é a parte mais difícil na minha opinião.

Criei esse blog para compartilhar as minhas experiências com a maternidade e com o veganismo. O nascimento da minha filha foi um evento realmente transformador na minha vida, como indivíduo e como mulher. Ter morado no Brasil a maior parte da minha vida e vir experenciar minha gravidez e parto aqui na Holanda também foi bastante impactante (de uma forma positiva) pra mim, pois tenho certeza que as coisas teriam sido muito diferentes se ainda estivesse no Brasil. Tenho consciência de que fui muito privilegiada por ter ganhado esse presente da vida, e por isso me sinto na obrigação de procurar repassar tudo o que aprendi, tudo que estudei e venho experienciando.

Figurando como um dos países com o maior número de cesareanas sem necessidade médica, o Brasil infelizmente ainda tem muito o que melhorar tanto no tratamento que é dado à gravidez e ao parto, quanto no quesito de respeito aos animais e às escolhas individuais das pessoas. Muito se dá pela falta de informação, por isso só tem um jeito de mudar as coisas: com educação e apoio, de quem já passou por experiências positivas e pode dar uma força às mamães que tem coragem de ir contra o sistema, para o bem de seus bebês e delas mesmas.

Com relação ao veganismo, também vejo que ainda há muita ignorância e preconceito direcionados a quem opta por esse estilo de vida, e parece causar ainda mais polêmica quando se trata da criação de bebês e crianças veganas por pais veganos. Esse espaço também servirá para que eu compartilhe informação real e baseada em fatos, pela minha própria experiência pessoal. Ainda vou escrever posts sobre tudo isso.

Espero que o conteúdo compartilhado aqui possa servir para informar e inspirar outras mamães que assim como eu estão embarcando como marinheiras de primeira viagem nessa aventura incrível que é a maternidade <3